D-U-MARÃ EM AÇÃO

sexta-feira, 15 de julho de 2011

UMA PÁGINA PARA VOCÊ CURTIR NO FACEBOOK

É isso ai amigos, agora o D-U-MARÃ tem uma página no Facebook.Faça uma visitinha e curta esta página. Confira:



Uma ótima sexta a todos e um final de semana bem divertido!

terça-feira, 12 de julho de 2011

UNO & VERSO LEVA A MAGIA DO D-U-MARÃ AO BGCON 2011

A presença da UNO & VERSO apresentando o D-U-MARÃ na BGCon 2011 atraiu a atenção dos gamers presentes, despertando grande interesse sobre o jogo. O D-U-MARÃ foi apresentado pelo facilitador e um de seus criadores, José Ricardo Grilo e pelo também facilitador, Clodoaldo Moreira, que aproveitaram a oportunidade para falar sobre ludicidade e em como ajustar jogos de tabuleiros para as organizações, uma das propostas do simpósio.


 
José Ricardo Grilo, um dos criadores e também facilitador do D-U-MARÃ, ao lado
de Wagner Rodrigues, um dos organizadores do BGCon

A BGCon é uma convenção de Jogos de Tabuleiro que aconteceu dentro do RPGCon 2011, e que reuniu praticantes de RPG, jogos de tabuleiro, cardgames, literatura fantástica, MMORPG e colecionadores de miniaturas. O evento aconteceu em São Paulo no último final de semana, entre os dias 9 e 10 de julho no Colégio Santa Amália, ao lado do metrô Saúde.  



Público compareceu vestido a caráter ao evento.

De forma bem descontraída e informal, o tabuleiro do D-U-MARÃ foi estendido na sala com todas as suas peças, e como era de se esperar, a sua magia tomou conta do espaço. Era impossível não perceber a reação de admiração, comentários ao pé do ouvido e curiosidade estampada no olhar de cada um dos participantes diante do tabuleiro de 2m x 2m. O que eles mais queriam saber, era como um jogo como aquele funcionava. Como era conduzido? Porque um tabuleiro daquele tamanho?

Tabuleiro do D-U-MARÃ sendo apresentado aos "gamers"

Na medida em que as respostas eram dadas, mais perguntas surgiam e o desejo de jogar o D-U-MARÃ estava estampado no rosto de cada gamer. Infelizmente esse desejo não pode ser atendido, não naquele momento, uma vez que o D-U-MARÃ requer de 4 a 6 horas de jogo, e o objetivo era apenas apresentá-lo como ferramenta lúdica para as organizações.

Ao final da apresentação, como era de se esperar, metade da sala permaneceu em busca de mais respostas que pudessem saciar o fascínio que o D-U-MARÃ exerceu sobre cada um dos presentes. Foi difícil desmontar o tabuleiro e recolher suas peças!

A sensação final foi a de que o D-U-MARÃ cumpriu sua missão, apresentando um jeito único de  proporcionar prazer e conhecimento ao mesmo tempo, dentro de uma metodologia lúdica. Para os presentes, ficou claro que jogos de tabuleiro podem ser muito mais que um simples hobby, mas sim, uma fantástica ferramenta de desenvolvimento de competências comportamentais, e o D-U-MARÃ está ai para provar isto.


segunda-feira, 11 de julho de 2011

O LÚDICO NAS ORGANIZAÇÕES: Formando Equipes de Alta Performance

Confira abaixo mais uma coluna sobre "O Lúdico nas Organizações" publicada na sexta edição da Revista Ludo Brasil Magazine. O tema deste mês é "Formando Equipes de Alta Performance". O texto também está disponível no blog da revista (http://ludobrasilmagazine.blog​spot.com/ ) e o download é grátis.


O LÚDICO NAS ORGANIZAÇÕES

Formando equipes de alta performance

Publicar postagempor Clodoaldo Moreira, sempre no Jogo da Vida

Em nossa primeira coluna exploramos sobre o lúdico nas organizações e lançamos algumas questões sobre como implementar com sucesso a cultura lúdica no mundo corporativo, garantindo a adesão de gestores, e tornando a área de recursos humanos mais estratégica e ao mesmo tempo uma forte aliada da empresa no atingimento de suas metas.

Nos últimos anos, grandes empresas vem implementando o processo de gestão participativa, e com ela, aderindo processo de formação de equipes de trabalho com o objetivo de implementar com sucesso seus projetos, e ao mesmo tempo manter seus colaboradores motivados diante de um desafio que esteja ao alcance do potencial e escopo de seus integrantes.








Equipes de alta performance tem objetivos em comum

O ideal de uma equipe, é que ela seja de alta performance, aquela em que seus integrantes conseguem superar desafios e surpreender com os resultados que alcançaram. Os integrantes das equipes de alta performance estão em constante aprendizado e abertos para o novo. Trabalham em sintonia um com o outro. Mas, e as demais equipes? Aquelas comuns, que não são consideradas de alta performance? Como transformá-las em equipes motivadas e de sucesso?



Não se constroem equipes de alta performance apenas contado com a sorte, reunindo pessoas de diferentes perfis acreditando que a química entres eles será o suficiente para resultar em uma super equipe. Algumas condições são indispensáveis para isso; um clima organizacional saudável que estimule o desenvolvimento de novas idéias e o reconhecimento por bons resultados, além do investimento constante em treinamento.

“ Você pode comprar o tempo de um homem, pode comprar sua presença física em um dado lugar; pode até comprar um número medido de movimentos musculares especializados por hora ou por dia, mas não pode comprar o seu ENTUSIASMO PARA O TRABALHO....não pode comprar INICIATIVA, não pode comprar LEALDADE, não pode comprar a DEDICAÇÃO DE CORAÇÕES, MENTES E ALMAS. VOCÊ PRECISA GANHAR ESSAS COISAS.”
                                                                                                                                                                 Clarice Francis
                                                                               Presidente do Conselho de Administração da General Foods         
 ”

E quando falamos em treinamento, estamos abrindo as portas para a cultura lúdica, para a experimentação. Já dissemos aqui na coluna anterior que o lúdico propicia, através do diálogo e da troca constante de experiências, conceitos como ética, valores, conflitos, poder, paz e violência, sempre na busca do entendimento entre as partes, no saber compartilhado. Fomos além, e dissemos também que o lúdico possibilita o experimento do desconhecido, instigando a imaginação e a criatividade, nos tornando eternos aprendizes e eternamente insatisfeitos.



Em equipes de alta perfomance, a confiança e a sintonia são fundamentais.

Diante disso, podemos afirmar que o lúdico é uma fantástica ferramenta para formação de equipes de alta performance.  O uso de jogos de tabuleiro, por exemplo, é uma ótima oportunidade para explorar os diversos papéis de uma equipe além de desenvolver uma série de competências que uma equipe necessita para se tornar de alta performance.

Algumas empresas veem fazendo uso do lúdico e obtendo bons resultados na formação de equipes. Jogos como o D-U-MARà (http://d-u-mara.blogspot.com/), por exemplo, utilizados por algumas grandes empresas do mercado, estimulam o trabalho em equipe e auxiliam no desenvolvimento de competências, pois é uma plataforma de diálogo consistente que reúne de 6 a 24 participantes. Além dele, existem outros inúmeros jogos e ferramentas lúdicas disponíveis junto a consultorias de recursos humanos que podem auxiliar nesse processo.



Jogos de tabuleiro, como D-U-MARÃ: ferramenta lúdica para formação de equipes de alta performance

Abrimos aqui alguns parênteses para falar do jogo, e de como ele funciona como  ferramenta lúdica. A dinâmica de um jogo faz com que a o jogador volte-se para dentro de si, desfazendo de amarras, mostrando-se como realmente é. O prazer do jogo advém do desafio, implica em perigo, opondo-se ao caráter sério da vida, do dia a dia. O jogo desperta o que de melhor temos, força-nos ao exercício da inteligência, da destreza, nos impõem o limite entre a prudência e a audácia.

Quando estamos em um jogo, estamos lá voluntariamente, e acabamos por ser absorvidos e envolvidos dentro de um campo delimitado e imaginário. Nesse ambiente há que ser ético, senão haverá punição. Há que se respeitar os valores ali apresentados, porque eles são sagrados. Por ter regras, somos levados a respeitá-las, podemos até questioná-las, pois no jogo todos são livres. Mas o cumprimento delas é fundamental, caso contrário, o jogo acaba, e acabando, acaba a magia. E isso, jogador nenhum quer.

São tantas as características envolvidas em um jogo, que discorrer sobre elas nos levaria a páginas e páginas, portanto deixaremos isso para o nosso próximo encontro. Mas diante de tantas beneficies, há que se concluir que o jogo é uma ferramenta lúdica ideal para formação de equipes de alta performance, disso não temos dúvidas.

Quando uma empresa opta pela gestão participativa, automaticamente ela está criando um cenário para a formação de equipes de trabalho, que por sua vez, exigirá um ambiente motivador para que equipes gerem resultados, e óbvio, para que essas mesmas equipes se tornem de alta performance. O jogo, como integrante da cultura lúdica encaixa-se como uma luva nesse processo, pois permite a interação, o experimentar e o vivenciar. Isso tudo dá ao grupo a sensação de pertencimento, de fazer parte da empresa, de ser também um agente de mudanças. Quer algo mais motivador do que proporcionar essa sensação aos integrantes de uma equipe?

Clodoaldo Moreira é jornalista, profissional de Recursos Humanos e um eterno aprendiz. clodoaldo@unoeverso.com.br
_________________________________________________________________________
Dicas Lúdicas:

Música: Exército de Um Homem Só, ,Engenheiros do Hawaii, Filmes de Guerra, Canções de Amor,  Sony & BMG, 14,90 reais.


Livro: Cestas Sagradas, Phil Jackson & Hugh Delehanty, Rocco, 222 páginas, R$ 33,00.

Comidinha: Churrasco

Cinema: Vida de Inseto (EUA, 1998). Dir. John LasseterAndrew Stanton, Disney.


  

quinta-feira, 30 de junho de 2011

O Lúdico nas Organizações

Confira abaixo na íntegra nossa coluna sobre "O Lúdico nas Organizações" publicada na quarta edição da Revista Ludo Brasil Magazine:


O LÚDICO NAS ORGANIZAÇÕES
por Clodoaldo Moreira sob inspiração lúdica

Este é nosso primeiro contato sobre o lúdico nas organizações que compartilharemos com você, caro leitor da Ludo Brasil. Dedicaremos esse espaço para tratar do lúdico não só como ferramenta, mas também como uma metodologia de ação e reflexão.
Não é de hoje que o cenário cada vez mais competitivo e a necessidade cada vez mais constante de desenvolvimento vêem causando constante ebulição na área de recursos humanos da maioria das corporações. Para se adaptar às novas tecnologias e metodologias de trabalho, arantir o desenvolvimento de seus colaboradores e ainda manter um bom clima organizacional, muitas empresas recorrem ao lúdico como uma maneira eficaz de disseminar entre seus colaboradores. Assim, temas como melhoria contínua, eficácia, inovação e renovação, gestão de projetos, dentre outras iniciativas, que se não forem apresentadas de formas criativas e atrativas, correm o risco de serem boicotadas no dia a dia altamente competitivo e dinâmico das empresas.
O mundo corporativo é um ambiente fértil para se plantar a cultura do lúdico? Este, que na maioria das vezes é um ambiente onde se exige apenas e tão somente: eficiência, eficácia, e atingimento de metas, e deixa passar longe a amorosidade, não extraindo das pessoas o que elas têm de melhor; sua essência, onde repousa a ternura e encantamento pelo simples, a curiosidade pelo novo em seu estado orgânico .
Através da cultura da paz, o lúdico nos convida a refletir sobre as relações humanas, aos princípios de convivência e de valorização da diversidade e do aprendizado permanente. O lúdico permite-nos também esclarecer, através do diálogo e da troca constante de experiências, conceitos como ética, valores, conflitos, poder, paz e violência, sempre na busca do entendimento entre as partes, no saber compartilhado.





Jogo de tabuleiro: ferramenta lúdica como opção de desenvolvimento do capital humano




O lúdico possibilita o experimento do desconhecido, instigando a imaginação, a criatividade nos tornando eternos aprendizes e eternamente insatisfeitos. Não seria esse o sonho das organizações? Ter dentre seus funcionários, colaboradores insatisfeitos, em busca da melhoria contínua, da perfeição e da superação de obstáculos?
Se por um lado tem-se algumas vertentes que desqualificam o lúdico, limitando-o apenas a brincadeiras para o desenvolvimento infantil, tem-se por outro lado, iniciativas de sucesso como a pós-graduação em Educação Lúdica do Instituto Superior de Educação da Faculdade Vera Cruz, que em sua terceira turma já formou mais de 100 pessoas.


Pioneirismo: I Turma de Pós-graduação em Educação Lúdica no Brasil

O avanço das redes sociais como ferramentas de comunicação infere cada vez mais na maneira como o conhecimento é disseminado. Tudo acontece de maneira rápida e instantânea e a interatividade acontece num piscar de olhos, e a todo o momento. O acesso a vídeos motivacionais, por exemplo, até bem pouco tempo atrás era privilégio apenas dos consultores de recursos humanos. Quando um determinado vídeo era apresentado em uma palestra causava um efeito surpresa que enriquecia o evento, pois prendia a atenção do público. Hoje, cada vez que um determinado vídeo é exibido em uma aula de MBA, palestra ou workshop, mais da metade dos presentes já tiveram acesso ao material em alguma outra oportunidade, e o fator surpresa deixa de existir, comprometendo o resultado do trabalho.
Diante de um cenário assim tão interativo, programas de treinamento aplicados nos moldes tradicionais estão com seus dias contados.  Cada vez mais, o desenvolvimento das pessoas nas organizações se pautará na capacidade que o instrutor terá de interagir e compartilhar o conhecimento utilizando novas técnicas, onde o conhecimento possa ser transmitido e compartilhado de tal maneira que a resposta seja imediata, sem a necessidade de uma avaliação no final, pois o feedback terá que ser praticamente instantâneo. Nessa proposta, o lúdico se enquadra perfeitamente.
No entanto, a utilização do lúdico nas empresas ainda é vista com desconfiança entre gestores e até mesmo entre os próprios profissionais de recursos humanos. Essa desconfiança advém da falta de conhecimento da cultura do lúdico.
Mas como inserir o lúdico em suas ações sem cair em descrédito frente aos seus colaboradores? Como garantir a adesão de gestores a programas de treinamentos que tem o lúdico como uma ferramenta de desenvolvimento? Eis ai o grande desafio do profissional de Recursos Humanos.


Cultura Lúdica: princípios de convivência e de valorização da diversidade

O lúdico nas organizações também pode ser explorado de diversas maneiras, seja na sua comunicação corporativa interna, nas suas áreas de lazer ou em eventos internos da empresa. Porque não disponibilizar jogos de tabuleiro dentre os colaboradores no intervalo das refeições? Ou utilizar  jogos de tabuleiro em datas festivas do calendário interno?
Vamos tratar desses assuntos aqui na nossa coluna, pois é um terreno fértil a ser explorado por todos aqueles que trabalham no desenvolvimento do capital humano. Este espaço está aberto para essa discussão e iremos explorá-lo da melhor maneira possível.

Clodoaldo Moreira é jornalista, profissional de Recursos Humanos e um eterno aprendiz. clodoaldo@unoeverso.com.br
_____________________________________________________________________________
Dicas Lúdicas:
Música: Um Contra o Outro, Diolinda, Dois Celos Carimbo e Um, EMI, 62,48 reais.
Livro: Jogos Finitos e Infinitos, James P. Carse, Nova Era,224 páginas,28 reais.
Comidinha: Brigadeiro de Colher
Cinema: Escola da Vida (EUA, Canadá 2005). Dir. Willian Dear, Califórnia Home Video

segunda-feira, 20 de junho de 2011

BLOG DO D-U-MARÃ ULTRAPASSA A MARCA DE 1000 VISUALIZAÇÕES

Nosso blog ultrapassou a marca de mais de mil visualizações. Desde o dia 13 de abril até hoje, foram mais de 1079 acessos contabilizados.

Para nós da Uno & Verso é uma marca que merece ser celebrada, pois começamos com um pequeno grupo de seguidores, e podemos perceber que a cada dia o número de pessoas que seguem o D-U-MARÃ só faz crescer, graças a magia desse jogo fascinante.

Se você já conhece o jogo, compartilhe conosco sua experiência deixando seu comentário, e se você ainda não conhece, aproveite este espaço e tire suas dúvidas!

Continue acompanhando nosso blog, pois novidades não faltarão nos próximos meses. E tudo isso, será devidamente registrado aqui.

Ultima turma do D-U-MARÃ: Equipe de TI da 
Volkswagem Serviços Financeiros

terça-feira, 14 de junho de 2011

D-U-MARÃ E FS SCHOOL VOLKSWAGEN SERVIÇOS FINANCEIROS: PARCERIA DE SUCESSO

A parceria entre a Uno & Verso e FS School, Universidade Corporativa da Volkswagen Serviços Financeiros resultou na   formação de vinte colaboradores da empresa, onde o foco foi o desenvolvimento da competência Negociação.

  Vinte novos guerreiros: Equipe de TI da Volskwagem Financeira

Durante todo o dia de ontem, os vinte novos "guerreiros" se envolveram na magia do jogo e tiveram o prazer de vivenciar o aprendizado na prática de um jeito divertido e dinâmico. Não houve espaço para mais nada, o jogo por si só encarregou-se de conduzir todos para um universo de estratégias, alianças, discussões, resolução de problemas e consenso.

Envolvidos pela magia do D-U-MARÃ

Vale ressaltar que a abertura dos participantes ao jogo foi importante nesse processo. Logo de início todos ficaram entusiasmados ao verem o tabuleiro de 2m x 2m estendido sobre a mesa, com todas as peças do tabuleiro remetendo ao universo da cultura Tupi. Corajosos, os participantes se deixaram levar pela magia do D-U-MARÃ e o resultado não poderia ser outro, senão: aprendizado e aprendizado.


Estratégias e negociação na pauta do dia

É o D-U-MARÃ cumprindo sua missão de desenvolver competências de um jeito único. Let's play the D-U-MARÃ?


sexta-feira, 10 de junho de 2011

EQUIPE TI DA VOLSKWAGEN SERVIÇOS FINANCEIROS PARTICIPA DO D-U-MARÃ



Na próxima segunda-feira, dia 13, o tabuleiro do D-U-MARÃ estará nas instalações da Volskwagen Serviços Financeiros para capacitação da equipe de TI da empresa. O treinamento é fruto da parceria entre a FS School, Universidade Corporativa da empresa e a Uno & Verso e terá foco na competência Negociação. 


Com certeza será um dia de intensa troca de energia, disseminação do conhecimento e desenvolvimento de competências.


Na próxima semana, compartilharemos aqui com vocês um pouco de como foi o trabalho.


Um bom final de semana a todos! 

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Revista Ludo Brasil abre espaço para discutir o Lúdico nas Organizações

Não é de hoje que a Revista Ludo Brasil vem ganhando cada vez mais adeptos entre os apaixonados por jogos de tabuleiro e a cultura lúdica. Sempre bem antenada com o que de melhor acontece no seguimento lúdico, a Ludo Brasil sempre presenteia seus leitores com ótimas matérias sobre o mercado de jogos, além de apresentar em primeira mão os jogos que irão fazer a cabeça da gamers.


Em sua última edição, a revista mais uma vez inovou e abriu espaço para tratar do lúdico nas organizações. O desafio foi aceito por esse bloguer que vos escreve, e é uma forma que encontramos de disseminar cada vez mais esse tema tão presente e ao mesmo tempo tão ausente do mundo corporativo.

Tire suas próprias conclusões fazendo o donwload da revista no blog da Ludo Brasil já que já está disponível no seguinte endereço: ludobrasilmagazine.blogspot.com

Boa leitura!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

D-U-MARÃ NA ESTRADA

Tabuleiro do D-U-MARÃ se preparando para
montagem em São Paulo e Marília.

A agenda do D-U-MARÃ para os meses de junho e julho já está reservada para o desenvolvimento de novos guerreiros. No dia 13 de junho o tabuleiro do D-U-MARÃ pousará em São Paulo, mais precisamente nas dependências da Volkswagem Financeira, para a capacitação da equipe de TI da empresa. No dia 14 de julho, será a vez da Toca dos Ursos, na Granja Viana, também em São Paulo receber o D-U-MARÃ para a capacitação de mais uma equipe que dessa vez, será aberta ao público. A organização dessa turma estará associada a uma ação social que divulgaremos neste blog nos próximos dias.

 Já está definido também a ida do jogo para Marília, interior de São Paulo, onde faremos um jogo apresentação para profissionais de RH, pedagogos e líderes de ONG'S da cidade e região.

Para o segundo semestre, estaremos trabalhando na formação de novos facilitadores e parceiros para o D-U-MARÃ. Acompanhe aqui em nosso blog as novidades do jogo e como se inscrever para ser um futuro facilitador do game.

Os contatos poderão ser feitos através do blog, ou pelo e-mail: dumara@unoeverso.com.br, ou ainda pelo telefone: (13) 32253869.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Mais dos melhores momentos, agora em vídeo clip

video
Nossa jornada ao universo D-U-MARÃ no último sábado, dia 14 não poderia deixar de ser registrada e compartilhada com todos. As belíssimas fotos do nosso fotógrafo de plantão, Luis Fernando Grilo, foram inspiradoras para esse vídeo que temos o imenso prazer de dividir com todos.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Jogo Apresentação D-U-MARÃ proporciona um dia de muita alegria e descontração entre convidados

Participantes e Facilitadores - da esquerda para direita em pé: Daniel Kid, José Ricardo Grillo, Mateus Frenquiel, Lúuh Gouri, Alex Menezes Lopes, Daniela Gomes, Adriano Ribeiro, Solange Ordones, Jean Eudes Pasteur e Luiz E. Grillo. Sentados: Paula Anete, Gaëlle Christophe, Fabio Di Virgílio e Clodoaldo Moreira.

O Jogo Apresentação D-U-MARÃ realizado no sábado, dia 14 de maio, aconteceu do jeito que se imaginava; bom humor em alta com participantes ansiosos e cheios de expectativas.  Expectativas essas que foram aos poucos se dissipando a medida que o jogo evoluía. Realmente foi um dia para lá de especial para gamers convidados que compareceram ao Espaço UNOLAB em Santos. Com um grupo bastante diversificado, o jogo prometia, e foi muito emocionante, principalmente nas rodadas finais.

 O D-U-MARÃ começou com uma introdução dos Facilitadores e criadores do jogo, Jose Ricardo Grilo e Jean Pasteur. Segundo eles, o nome do jogo tem inspiração total na cultura indígena brasileira, e a junção das palavras D, U e MARÃ, de acordo com o Tupi- Guarani, significa “eu em guerra contra mim mesmo”, pois “Marã” significa guerra e “D-U”, eu contra. Todo o jogo tem uma simbologia pautada na cultura indígena, com sonorização e objetos que conduzem os participantes ao universo Tupi.


Jean Eudes P. Pasteur e José Ricardo Grillo, criadores e atuais facilitadores do D-U-MARÃ

Mas vamos ao jogo!
O D-U-MARÃ pode ser jogado por um grupo de no mínimo, 6 e no máximo, 24 participantes, divididos em seis tribos dispostas em um grande tabuleiro, conforme fotos que ilustram esse texto. Pelo menos dois Facilitadores são necessários para conduzirem o jogo.

Tudo começa com a formação das seis tribos e logo em seguida, os participantes já são apresentados às regras do D-U-MARÃ.


D-U-MARÃ em ação.

Cada tribo é identificada por um animal da fauna brasileira: quati, onça, coruja, jacaré, martin pescador e tartaruga.  Cada rodada do jogo dura o tempo de uma das treze fases das luas do calendário indígena. As fases da lua são cronometradas por uma ampulheta. Neste período as equipes terão que receber e desenvolver seus recursos, negociar entre si, fazer ou desfazer parcerias e gerar estratégias a serem colocadas em prática.

Cada desafio recebe uma pontuação conforme a sua complexidade e gravidade, assim, desafios como problemas climáticos e conflitos entre as tribos são os que levam maior pontuação e consequentemente mais difíceis de serem solucionados, pois requerem mais recursos e mais taius, a moeda que as tribos recebem no início do jogo para desenvolverem seus recursos junto aos deuses, ou para comprar recursos de outras tribos. Há outros desafios como moradia, aumento da população, alimentação, entre outros. Existe também o cartão do universo, que não apresentam problemas e tão pouco  solução, mas poderá ser um castigo divino para determinada tribo e seus aliados, como também algo positivo para todos.

Jogo correndo de acordo com as fases das treze luas.

O jogo requer a participação de todos os participantes o tempo todo. Isso acontece com extrema facilidade, pois a dinâmica faz com que todos mergulhem de cabeça no D-U-MARÃ. Para resolver todos os desafios ao longo das treze luas, em média, são necessárias de quatro a cinco horas de jogo. Se ao final da décima terceira lua, ainda houver algum desafio não resolvido, haverá mais uma rodada, essa sim a última e derradeira chance de todos saírem vencedores do jogo.

Guerreiros concentrados na estratégia.

Atualmente o jogo é utilizado para o desenvolvimento de equipes e negociação . Foi muito bem aceito entre as empresas que já o experimentaram. Com o D-U-MARÃ é fácil fazer uma analogia com o mundo corporativo e seus desafios e rotinas. É possível trabalhar no desenvolvimento de competências como trabalho em equipe, foco no resultado, insight, liderança, comunicação, estratégia entre outras, dependendo da necessidade do cliente.
O final do jogo costuma ser envolvente, onde cada detalhe é importante.

Final envolvente e satisfação dos guerreiros D-U-MARÃ na última rodada.

O objetivo é chegar ao final do jogo com todos os desafios de todas as tribos resolvidos. 


Pela reação e comentários dos participantes do jogo apresentação ao final do evento, ficou claro que o D-U-MARÃ proporciona uma infinidade de possibilidades e cada jogo é completamente diferente um do outro, até mesmo para os facilitadores, que pouco interferem nas tomadas de decisões das equipes.


Lets go D-U-MARÃ?

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Cenário pronto a espera dos jogadores

A equipe Uno & Verso está preparada para receber jogadores convidados para o jogo apresentação do D-U-MARÃ  amanhã no Espaço UnoLab. O cenário já está pronto e a expectativa é grande de ambos os lados.

Tudo indica que o sábado será animado e altamente motivador. Na próxima semana, contaremos em detalhes tudo o que rolou durante o jogo. Não deixe de conferir aqui no nosso blog, a partir de segunda.

terça-feira, 10 de maio de 2011

D-U-MARÃ na Ludo Brasil Magazine entre outras novidades

A terceira edição da Revista Ludo Brasil que saiu esta semana está recheada de informações super atuais sobre o mercado nacional de jogos de tabuleiro.

O leitor sempre atento terá uma grata surpresa ao se deparar com um anúncio para lá de especial do D-U-MARÃ. Com esse anúncio ampliaremos o nosso público fazendo com que mais pessoas conheçam o jogo.

Se você tem alguma dúvida sobre o D-U-MARÃ entre em contato conosco através dos seguintes e-mails: clmoreyra@uol.com.br e/ou josericardo@unoeverso.com.br, ou registre aqui seu comentário.

Lembre-se que a Revista Ludo Brasil Magazine está dispónível no blog da revista para você fazer o download  gratuitamente. Confira o endereço: http://ludobrasilmagazine.blogspot.com/

E por aqui no universo da Uno & Verso, tudo certo para o jogo apresentação do D-U-MARÃ para convidados, previsto para esse sábado, dia 14 de maio.

Boa leitura, boa semana!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

CONFIRMADO: JOGO APRESENTAÇÃO D-U-MARÃ SERÁ DIA 14 DE MAIO

Já estamos a todo vapor com a organização do jogo apresentação do D-U-MARÃ para convidados que acontecerá no dia 14 de maio no Espaço UNOLAB em Santos.

Essa primeira turma é exclusiva para convidados e parceiros da UNO & VERSO, mas em breve organizaremos novas turmas abertas ao público em geral.

Fique por dentro e acompanhe as novidades do D-U-MARÃ em nosso blog.

terça-feira, 26 de abril de 2011

E ai, Tem Jogo?

Para os aficcionados em jogos de tabuleiro em geral, nossa dica de hoje é o blog "E ai, Tem Jogo?" http://eaitemjogo.blogspot.com/ O titular do blog, Carlos Couto, mais conhecido como Cacá, entende do assunto e dá dicas e sugestões de jogos e eventos pra lá de interessantes, além de relatar suas experiências como jogador e trazer novidades quase que diariamente. O blog também conta com um perfil no twitter @eaitemjogo .

terça-feira, 19 de abril de 2011

Apresentação D-U-MARÃ

A Uno & Verso está organizando um jogo apresentação do D-U-MARÃ para convidados com previsão de realização no mês de maio. Nosso principal objetivo é fomentar a divulgação do game através de sólidas parcerias.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

SEJA BEM-VINDO!! PORQUE ESSE BLOG TAMBÉM É SEU E DE QUEM MAIS CHEGAR

Que esta seja a primeira de uma série de intermináveis visitas ao nosso blog. Sim, nosso blog, porque o seu acesso e a sua participação será muito bem-vinda e necessária.

O D-U-MARÃ é um produto desenvolvido pela UNO & VERSO e inspirado na cultura indígena, e que a partir de agora estaremos compartilhando com você e com qualquer outro internauta que acessar esse blog.

Equipes de colaboradores da Nestlé, Nestlé Waters e Ultragáz (veja ao lado as fotos das últimas turmas) já tiveram a oportunidade de participar desse jogo e a avaliação final foi extremamente positiva. Com essa ferramenta é possível trabalhar uma série de competências comportamentais como: trabalho em equipe, comunicação, relação cliente-fornecedor, pró-atividade, visão estratética, entre tantas outras que você imaginar.

Acompanhe o nosso blog, deixe seus comentários e impressões e aguarde, pois estamos com muitas novidades para compartilhar com você.

Aguardamos sua visita.